Óleo de coco: descubra como usá-lo no corpo, rosto e cabelo

O coqueiro é uma importante árvore frutífera, fornecendo alimento para milhões de pessoas, especialmente nas regiões tropicais e subtropicais. Devido à diversidade de usos que se dá aos seus componentes e frutos, é frequentemente referida como “árvore da vida” em algumas culturas. O óleo de coco pode ser obtido a partir da prensagem da polpa do coco maduro, e pode ser de dois tipos basicamente: puro (obtido a partir do coco fresco) ou refinado (obtido a partir do coco seco). O óleo puro pode ainda ser classificado como virgem, extra virgem ou orgânico. Ele é um excelente massageador para todos os tipos de pele, inclusive as mais secas. Ao contrário do óleo mineral, o óleo de coco não apresenta nenhum efeito colateral adverso, sendo portanto uma solução segura para prevenir o ressecamento e descascamento cutâneos.

Estudos realizados em indivíduos de pele seca comprovou que o óleo de coco extra virgem melhora a hidratação e conteúdo lipídico, aumentando a maciez da pele. Devido suas propriedades antioxidantes, o óleo de coco também retarda o aparecimento de rugas e a flacidez característicos do envelhecimento normal da pele, e ajuda a retardar o envelhecimento precoce. Além disso, ele ajuda no tratamento de várias doenças da pele como psoríase, dermatite e eczema. Não é a toa que o óleo de coco é o ingrediente-base de vários produtos de beleza e cuidado corporal como sabonetes, loções e cremes.

Também foi comprovado em estudos que o óleo de coco possui efetividade de proteção solar, bloqueando aproximadamente 20% dos raios ultravioletas. O óleo de coco pode ser aplicado diretamente na pele massageando o local suavemente. Pode ser aplicado para hidratação do corpo em geral, necessitando que o mesmo seja derretido para que possa ser aplicado com mais facilidade. O óleo de coco derrete na temperatura corporal mas caso deseje o processo pode ser feito utilizando também um banho-maria.

Deve-se ter o cuidado apenas de se utilizar o óleo de coco refinado pois o mesmo pode possuir aditivos em sua composição, neste caso deve-se preferir o óleo de coco extravirgem. Também deve-se levar em consideração caso peles muito sensíveis apresentem alguma irritabilidade ao produto; lavar o local com água e sabão em abundância e descontinuar o uso.

Já seu uso para os cabelos, desempenha importante papel de prevenção e regeneração dos fios danificados, sendo um excelente condicionador natural. Isso se deve as suas características hidrofóbicas (que impedem a penetração de água e partículas do ar circunstante nos fios do cabelo) e sua efetividade da redução de perda proteica.

No cabelo deve-se aplicar o óleo de coco derretido (apenas morno, não quente), o qual pode ser feito em um banho-maria. O uso de micro-ondas deve ser evitado pois pode prejudicar as propriedades do óleo. Aplicar nos cabelos evitando o couro cabeludo para finalidade de hidratação, manter com uma touca por alguns minutos e lavar o cabelo normalmente com seu shampoo.

comments

Add comment

Your comment will be revised by the site if needed.