Ser mãe nem sempre é ter uma criança para cuidar

Algumas mulheres escolhem não ter crianças sob sua responsabilidade, mas seu papel de mãe aflora de outras formas, criando o mesmo amor e o mesmo carinho.

 

Gerar um filho nem sempre é um sonho na vida de uma mulher. Clara Paiva, publicitária de 25 anos, contou um pouco mais sobre a sua escolha de não gerar um filho. “Há alguns anos eu já penso nessa questão e sempre analiso vantagens e desvantagens. Ser mãe é primeiramente um ato de muita coragem e eu admiro quem tem essa atitude. Mas acredito que ser mãe é uma questão independe de estar em um relacionamento sério, porque gerar e criar um filho sempre impacta mais na vida da mulher e essa consequência você leva pro resto da vida” afirmou.

 

Clara explica que apesar de não sonhar em ter um bebê, ela sonha em ter um casamento feliz e saudável, onde ela possa construir uma vida a dois. “A cultura social impõe demais que ser mãe é imprescindível para ser feliz, mas eu acredito que isso não é necessário. Eu sonho em casar desde nova e quero ter uma relação estável e feliz, construir a vida a dois, ter um parceiro pra vida, mas isso não inclui necessariamente um filho.”

 

Mas não é porque Clara não sonha em ter um bebê que ela não seja uma mãe. Dona de Benjamin, um pug de 4 anos, Clara afirma que ele é como um filho para ela: “quando saí da casa da minha mãe e vim morar só, trouxe Benjamin comigo. Ele sempre teve um comportamento dominante e agora que somos só nós dois isso ficou ainda mais forte. Ele dorme comigo, temos a nossa rotina juntos de passeio. Sei que as proporções são bem diferentes, mas acredito que o amor de mãe ele nasce instantaneamente, é involuntário e foi assim desde que Benjamin chegou.”

 

“Um cachorro é uma eterna criança, porque diferente de nós humanos que a medida que crescemos conquistamos nossa independência, um cachorro será sempre dependente do seu dono. Então eu tenho a minha responsabilidade de mantê-lo feliz, saudável, amado, cuidado. Porque no universo dele eu sou a única pessoa capaz de gerar tudo isso”.

 

Clara explicou um pouco mais sobre a sua visão do papel de uma mãe: “acho que ser mãe não é só dar amor e fazer o que acha ser melhor. É preciso estudar, entender, buscar ajuda profissional. Você tem a responsabilidade de criar, educar e formar um ser humano, então nem toda mulher está preparada para isso e acho muito importante que no momento que ela decida ser mãe, ela comece a se preparar para isso” finalizou.

Você também tem um filho pet que é louca por ele? Que tal compartilhar com a gente a sua história? Envia pro contato@chlorophylla.com.br e concorra a um presente especial de dia das mães.

comments

Add comment

Your comment will be revised by the site if needed.